quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Escreviver

Eu esmurro muros
E afago a faca
E alitero mágoas
Tão amargas águas
Onde adorno a dor
Deste nadar no nada

Gugu Keller

Nenhum comentário:

Postar um comentário