sexta-feira, 19 de outubro de 2012

A Esquina - Capítulo 7

Tensa, praticamente sem ter dormido nos últimos três dias, Ana Clara aperta o botão do sétimo andar no elevador do prédio onde mora sua irmã, Ana Cláudia, que, juntamente com sua mãe, Eneida, a espera para um bolo e um café. Numa das suas mãos, um pacote colorido envolve um presente, um par de tênis côr-de-rosa com motivos infantis para sua sobrinha e afilhada, a pequena Manoela. O elevador fecha a porta e começa a subir. Primeiro andar, segundo. Será o seu cunhado o amante de Andréa? Terceiro. Sim, São Paulo é uma cidade gigantesca, mas haverá por aí um outro sujeito de nome Gladston, com a mesma idade, 34, também casado e também com uma filha de um ano e meio? Quarto andar. E se for mesmo ele? O que fazer? Quinto, sexto. Angústia. Apenas amanhã Ana Clara terá com Clóvis, o único que pode lhe ajudar, o único que pode lhe aconselhar, o único, sobretudo, com quem pode desabafar. O que fazer? O que fazer? Deus, o que fazer? Sétimo andar. O elevador pára e a porta se abre. Hall. Apartamento 71. Campainha. Medo. Ânsia. Angústia.

- Oi, minha filha! - diz dona Eneida abrindo a porta.

- Oi, mãe!

Mãe e filha trocam beijos. Ana Cláudia aparece em seguida e as irmãs o mesmo.

- E a Manú?

- Tá dormindo! Mas daqui a pouco a gente acorda ela pra tomar o mingau...

Ana Clara entrega à irmã o presente. Esta adora e agradece. De repente, após uma pergunta absolutamente inocente, com a imediata resposta da mãe a terapeuta leva um enorme susto, um indescritível tranco na boca de seu estômago, soco, murro, um sem chão sob os seus pés...

- E aí? Quais são as novidades?

E diz-lhe dona Eneida...

- Novidades? Tua irmã não tem aids!

De fato, o golpe de adrenalina é fortíssimo. Ana Clara chega a sentir uma brusca tontura lhe tomar o corpo. Mas como??? Então o amante do travesti é mesmo o seu cunhado??? E sua irmã e sua mãe já sabem??? E Ana Cláudia já foi até fazer o teste do hiv???

Tentando disfarçar o absurdo susto, resta a Ana Clara perguntar pasma...

- Como assim, mãe?!?

É Ana Cláudia quem explica...

- Lembra do Peninha, meu amigo?

- Aquele que é gay?

- Sim! Bem gay!

- O quê que tem ele?

- Ele estava querendo fazer o exame, o teste lá do hiv... Mas estava com medo, sabe? Aí, como eu já tinha feito quando fiquei grávida da Manoela, eu falei que fazia junto, pra dar uma força...!

- Sim! - participa dona Eneida. - E hoje eles pegaram o resultado...

- É! - conclui Ana Cláudia. - Não estamos infectados! Nem ele, nem eu!

Tudo explicado, ao cabo de menos de um segundo, Ana Clara sente sua cabeça dar um nó. De repente ela percebe que, se é ótimo saber que sua irmã não está infectada pelo hiv, ao mesmo tempo, se o Gladston, seu cunhado, for o mesmo Gladston, ela está correndo um sério risco, e, se vier a se infectar, tal se dará com ela, Ana Clara, ciente da situação, já ciente do risco, da probabilidade até. Medo, angústia, ânsia, desespero. O que fazer? O que fazer? Deus, o que fazer, porra?

Pior ainda, para decerto garantir que Ana Clara não dormirá pela quarta noite consecutiva, sua irmã aproveita a ida da mãe até a cozinha por alguns minutos para abordar-lhe de um modo reservado...

- Ai, Clara... Será que qualquer hora a gente podia bater um papo? Eu queria te pedir uns conselhos... Afinal, além de minha irmã mais velha, você é psicóloga, né?

- Claro, Claudinha! Mas o quê que está acontecendo?

Ana Cláudia muda o tom.

- É o Gladston, sabe?

Ana Clara sente um frio na espinha.

- O quê que tem ele?

- Sei lá, minha irmã... Eu não sei se é só impressão minha... Mas, de uns meses pra cá, eu tô achando ele tão estranho... Parece que tá meio frio, meio distante... Quando a gente transa, parece que não é a mesma coisa... Eu queria que você me dissesse se eu devo ficar preocupada ou se de repente é só uma fase que faz parte da vida de um casal...

Gugu Keller

6 comentários:

  1. Mas olha só! Então parece que só temos um Gladston nessa história... Quem diria!
    Mas Gugu, agora me surgiu uma dúvida: Se o Gladston transa sem camisinha com o travesti e o travesti tem AIDS, o Gladston também pegou AIDS, e se a Ana Cláudia disse "quando a gente transa, parece que não é a mesma coisa[...]", então eles ainda tem uma vida sexual ativa, e se eles tem uma vida sexual ativa, ele tem AIDS e ela não, então eles usam camisinha. Então quer dizer que a Ana Cláudia não vai pegar AIDS porque eles usam preservativo quando transam?
    Esta trama está cada vez melhor!!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Manoela...
    Não, eles não usam. O que acontece é que, quando uma pessoa que não está infectada faz sexo com uma que está, há o óbvio risco de contágio, mas ele não acontece obrigatoriamente, entende? Assim, é perfeitamente possível que o Gladston já esteja contaminado mas a Ana Cláudia, mesmo sem usar preservativo com ele, ainda não. Ou seja, isso aumenta o drama da Ana Carla, na medida em que agora ela sabe que a irmã não tem aids mas está correndo um sério risco de pegar.
    Mais uma vez, obrigado por tua participação!
    Bjs!
    GK

    ResponderExcluir
  3. Ah sim, eu não tinha a mínima ideia que fosse assim. Então a trama realmente fica mais eletrizante!
    Aguardo o próximo capítulo!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Pois é... A situação da Ana Clara não é nada fácil...
    GK

    ResponderExcluir
  5. Eu não sabia sobre este detalhe a cerca do contagio da AIDS confesso que estou bem mais curiosa. Desculpe a ausência em seu blog é que ando meio ocupada com a faculdade.
    bj

    ResponderExcluir
  6. Pois é... Fico feliz que, acompanhando a história, vc tenha aprendido algo! De todo modo, nunca devemos nos esquecer que, mesmo considerando o queanto expliquei acima, a prevenção é sempre importantíssima! Vou adorar se vc continuar seguindo...
    Bj!
    GK

    ResponderExcluir