sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Fakes

Nesta humanorrobótica para a alheia ótica, nossa pseudoética psicoestética.

Gugu Keller

Nenhum comentário:

Postar um comentário