sábado, 18 de maio de 2013

Intimidade

O amor e a loucura sempre foram namorados. Ei-los dor sem cura sempre quando separados.

Gugu Keller

3 comentários:

  1. Não acredito nisso. Quem anda de mãos dadas é a paixão e a loucura. O amor nada tem a ver com loucuras desmedidas.

    ResponderExcluir
  2. O amor é sereno, carinhoso, cúmplice, amigo, altruísta. Quem ama renuncia. Já a Paixão é obsessiva, avassaladora e irracional, uma patologia. A pessoa quer a outra só para si como um objeto de seu desejo, isso sim é loucura. O Amor e a loucura não combinam.

    ResponderExcluir
  3. O amor e a loucura foram feitos um para o outro, como nos contos de fadas onde tudo está programado e destinado, o príncipe para a princesa. Contos de fadas são clichês. Complemento dizendo ainda mais, o amor e a loucura são também amantes do exequível. Uma sinfonia ponte-aguda numa benevolência arfante, leve e delirante. Nada tão benigno e contraditório do que a loucura para adoçar o amor e o amor para enlouquecer a loucura.

    Fique em paz,
    Amanda.

    ResponderExcluir