quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

A Morte do Comendador

Hesitei um pouco diante da idéia de escrever sobre novela aqui no blog, mas, já que, nestes dias de recesso, tenho assistido, confesso, alguns capítulos de Império, vamos lá... Acredito que, numa história de ficção, é perfeitamente aceitável imaginar que um certo elixir ou poção de origem mística, fornecido por um feiticeiro misterioso, tenha o condão de fazer com que alguém apresente um quadro de morte aparente por algum tempo. Sim, no campo do fictício, parece-me plausível. O que, contudo, creio, não dá para engolir, é que, numa situação como esta, ainda mais em se tratando o personagem de um homem rico e poderoso, não tenha havido uma autópsia para se apurar a causa da suposta morte, procedimento em que decerto se abriria o tórax do "cadáver", inviabilizando, por óbvio, a continuidade do tresloucado plano. Nesses casos, todos bem sabemos, sobretudo em tendo sido um colapso cardíaco a suspeita aventada na própria trama, o coração do "de cujus" é violado pelo procedimento investigativo médico-legal de um modo tal que ficaria absolutamente impossível a "volta à vida" após passar o efeito da bebida mágica. Ou estarei eu enganado? É claro que não é fácil escrever uma novela, e acredito tratar-se este de um texto muito bom, levado a cabo com extrema competência por um elenco e uma direção maravilhosos, e que, por outro lado, é inexorável que nesses folhetins haja situações que dificilmente aconteceriam na vida real, sem o que seria inviável a sua concepção. Todavia, tendo a pensar, é necessário, sim, manter-se um mínimo de compromisso com o razoavelmente possível, sob pena de a obra cair num para todos os nela envolvidos injusto e incômodo ridículo.
 
Gugu Keller 

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

domingo, 28 de dezembro de 2014

sábado, 27 de dezembro de 2014

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Lei de Mercado

Em inversa proporção à forçosa indigência, vertiginosa é a ascendência da violência de subsistência.
 
Gugu Keller

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Negação

Perceberá alguém algum dia que a nossa neste momento verdadeira ode ao material é algo diametralmente oposto ao que teria pregado o por quem há o natal?
 
Gugu Keller

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Soldiers

Do que nos traz ao que nos enterra, por qualquer paz somos sempre guerra.

Gugu Keller

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

(Des)Encontro

De parte a parte no enfim porto do pós pressa, um do outro eis-nos o aborto às avessas.

Gugu Keller

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

domingo, 21 de dezembro de 2014

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

domingo, 14 de dezembro de 2014

Lingers

Nada nem ninguém é tão constantemente lembrado quanto aquilo, ou aquela, ou aquele, que mais deveria para sempre ser esquecido.
 
Gugu Keller

sábado, 13 de dezembro de 2014

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Sintomatologia

Meu prontuário, em sumário inventário, traz um diário e solitário calvário imaginário.

Gugu Keller

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Cidade Alerta

Quanto mais triste, chocante e violento, mais garantido o entretenimento.

Gugu Keller

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

domingo, 7 de dezembro de 2014

sábado, 6 de dezembro de 2014

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

domingo, 30 de novembro de 2014

O Amar

A quem se importa nem sequer importa se quem importa nem sequer se importa.

Gugu Keller

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Mudanças

Queridos amigos...

Com muita alegria para mim, o blog Gugu Keller aproxima-se dos 2.000 posts e creio que chegou a hora de dar uma "enxugada" nele. Assim, a partir de agora, eu gradativamente farei, desde o seu início, uma pequena seleção, mantendo os posts que acredito terem ficado melhores e apagando os demais. Este procedimento, ao mesmo tempo, servirá também como o primeiro passo de um projeto que tenho de um dia publicar um livro de frases e pensamentos. Excluirei, adianto-me, as postagens mais longas e, com maior razão até, aquelas que faziam sentido apenas no momento em que foram escritas, já que abordavam alguma atualidade de então. Igualmente, deletarei os dois livros que escrevi aqui no blog, "A Esquina" e "Absurdolândia", o que, aliás, repiso, foi uma experiência fantástica, relativamente à qual uma vez mais agradeço a quem acompanhou. Como ambos os textos já estão disponíveis em forma de livro no Clube de Autores há algum tempo, já não creio fazer sentido mantê-los aqui, sobretudo em se considerando o referido inchaço do blog. Aos poucos, então, mãos à obra...
Uma vez mais agradeço a todos que aqui têm vindo nesses já cinco anos deste meu modesto trabalho! Muitíssimo obrigado! É uma grande honra para mim a presença de todos!
 
Gugu Keller

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

terça-feira, 25 de novembro de 2014

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

domingo, 23 de novembro de 2014

sábado, 22 de novembro de 2014

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Ilha, Vulcânica Ilha

O incômodo não é em si a solidão, mas o quanto ela em nós mesmos nos faz ter a atenção.

Gugu Keller

terça-feira, 18 de novembro de 2014

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Just Push Play

Que, quando, ao final, parecer que tudo foi um grande brinquedo, não tenhamos a amarga dor de não ter nem um pouco brincado.

Gugu Keller

domingo, 16 de novembro de 2014

Cacos de Espelho

Tão importante quanto aceitar o outro como ele é é entender o porquê do como reagimos ao seu modo de ser.
 
Gugu Keller

sábado, 15 de novembro de 2014

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

domingo, 9 de novembro de 2014

sábado, 8 de novembro de 2014

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Autolobo

Por maior que seja a inteligência do homem, sua burrice sempre a supera.

Gugu Keller

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

terça-feira, 4 de novembro de 2014

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Funeral

Dar-se ao medo é, de erro em erro, seguir mudo o próprio enterro.

Gugu Keller

sábado, 1 de novembro de 2014

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

terça-feira, 28 de outubro de 2014

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

domingo, 26 de outubro de 2014

Election Day

Esta disputa eleitoral muito serviu para termos uma clara noção do quanto é deplorável a falta de educação - e de ética e respeito ao próximo - quando vinda de pessoas supostamente bem nascidas e lapidadas.
 
Gugu Keller

sábado, 25 de outubro de 2014

Solitária 3

Há fases em que todos os rostos parecem chapas. E todas as palavras, tapas.

Gugu Keller

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Schrodinger´s Cat

Conforme depressa passa, comparsa do incerto é o tempo, a um só tempo promessa e ameaça.

Gugu Keller

terça-feira, 21 de outubro de 2014

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

domingo, 19 de outubro de 2014

sábado, 18 de outubro de 2014

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Rasgo

É pouco o tempo. E muito o tédio. Roto o remendo. E raro o remédio.

Gugu Keller

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Calote

Por uma piscadela cheque sem fundo, inteiro a ela entreguei o meu mundo.

Gugu Keller

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Indecifrável

Quem dera a razão trouxesse à chama o da emoção tão complicado criptograma.

Gugu Keller

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Lírio

Se sincera na singela dor do amor, faz primavera uma só pequena flor.

Gugu Keller

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

domingo, 12 de outubro de 2014

Geladeira

Na busca de um pr'o não ter-te alívio, meu ver-te no autopsiar corpos vivos.

Gugu Keller

sábado, 11 de outubro de 2014

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

domingo, 5 de outubro de 2014

sábado, 4 de outubro de 2014

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

O Agachares-te

A fenda do teu cóccix
Calcinha branca à vista
Engendra a busca ao bosque
No sonho que me dista

Gugu Keller

terça-feira, 30 de setembro de 2014

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Esforço & Recompensa

A melhor maneira de se atingir um objetivo é agir de modo a torná-lo uma natural consequência.

Gugu Keller

domingo, 28 de setembro de 2014

sábado, 27 de setembro de 2014

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Iron Girl

Six six six
The number of the beast
Sex sex sex
I'm numb just for your breast

Gugu Keller

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

terça-feira, 23 de setembro de 2014

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

domingo, 21 de setembro de 2014

Inércia Hospício

Por mais que nossos sonhos sejam loucos, a maior loucura é não lutarmos por eles.

Gugu Keller

sábado, 20 de setembro de 2014

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Fisco

A relação entre o estado brasileiro e o seu contribuinte pode bem ser resumida numa única palavra: estelionato.
 
Gugu Keller

terça-feira, 16 de setembro de 2014

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

domingo, 14 de setembro de 2014

Retrato

No que tange à segurança, o Brasil é um campo minado; no que à saúde, um navio negreiro; e, no que toca à educação, clara e tristemente, a sombria Oceania de Orwell.
 
Gugu Keller

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Tit

Com o no teto totem de ter-te, total tateio-te tântrico a teta.

Gugu Keller

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Crises

O lado bom do fundo do poço é ter que nem sempre o poço é tão fundo.

Gugu Keller

domingo, 7 de setembro de 2014

Tempo ao Vento

Se falta o que fazer com o que sobra, sobra o que não sem o que falta.

Gugu Keller

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

5,XLV

Punir o Grêmio pelas injúrias racistas praticadas contra o goleiro Aranha equivale, tendo a crer, a se punir o Condomínio Edifício London, onde ocorreu o assassinato de Isabella, pela morte da menina.
 
Gugu Keller

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Naufrágio

Quando é o barco do medo que nos leva secos pela vida mar, vale sempre muito a pena naufragar.

Gugu Keller

terça-feira, 2 de setembro de 2014

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

sábado, 30 de agosto de 2014

Cumprir a Lei

Não deveriam os órgãos que coíbem a propaganda enganosa impedir a eleitoral?

Gugu Keller

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Mainstream

Nesta vida tão curta de total tanto tédio entretem-nos a busca por fuga e remédio.

Gugu Keller

terça-feira, 26 de agosto de 2014

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

domingo, 24 de agosto de 2014

sábado, 23 de agosto de 2014

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Carência

Sente falta de para alguém fazer falta o auto-ausente a em si mesmo faltar.

Gugu Keller

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Horário Eleitoral

Tendo, meio que por acaso, assistido um razoável trecho do horário eleitoral que começou hoje na televisão, convenci-me finalmente, contrariando o que cria antes, da sua importância. É que de modo pungente saltou-me aos olhos, e penso que assim dar-se-á com qualquer um que minimamente atento o observe, recomendo-o, tratar-se de um claro e deprimente mostruário do quanto é grotesca toda essa farsa.
 
Gugu Keller

sábado, 16 de agosto de 2014

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Temor

Só tema temer. Mas, mesmo temendo, teime tudo em teus tentos tecer.

Gugu Keller

terça-feira, 12 de agosto de 2014

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Oh, Captain, my Captain

O que escrever num dia como hoje? Resta-nos tentar, ainda que na sempre tão pouca medida do nosso possível, seguir o valioso conselho do para mim mais marcante entre os tantos fabulosos personagens desse grande gênio... Carpe Diem!
 
Gugu Keller

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Setentrião

Qual o da bússola certeiro sempre o norte, aponta reto o meu ponteiro o teu corte.

Gugu Keller

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

domingo, 3 de agosto de 2014

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Lavra

Todo dia é dia de se sonhar, mas, muito mais, de se fazer por onde os sonhos realizar.

Gugu Keller

quinta-feira, 31 de julho de 2014

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Versos de Risco

Quando para a amada minha
Eu me arrisco em cada linha
A escrever sem camisinha

Gugu Keller

terça-feira, 29 de julho de 2014

segunda-feira, 28 de julho de 2014

De Conchinha

Deus deu-nos o denso do a dois. E, adendo, o doce divino dormir do depois.

Gugu Keller

domingo, 27 de julho de 2014

Pulso

Meu coração é um claustro cáustico de ti sem calço à caça escasso.

Gugu Keller

sábado, 26 de julho de 2014

Please

Por favor, por piedade, quando eu sentir saudade, não me venha com a verdade.

Gugu Keller

quinta-feira, 24 de julho de 2014

quarta-feira, 23 de julho de 2014

terça-feira, 22 de julho de 2014

segunda-feira, 21 de julho de 2014

domingo, 20 de julho de 2014

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Amputada

No sem ar do teres partido és-me asma
Dor-frio-prurido no membro fantasma

Gugu Keller

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Um Dia...

Quem me dera saciar teus choros... Sorver-te cios e soros... E te molhar os morros...

Gugu Keller

quarta-feira, 16 de julho de 2014

terça-feira, 15 de julho de 2014

segunda-feira, 14 de julho de 2014

domingo, 13 de julho de 2014

sábado, 12 de julho de 2014

sexta-feira, 11 de julho de 2014

quinta-feira, 10 de julho de 2014

terça-feira, 8 de julho de 2014

7 X 1

Quem me dá a grande honra de frequentar aqui o meu humilde blog bem sabe que raramente escrevo sobre futebol. Tendo em vista, contudo, a histórica derrota sofrida pela seleção brasileira no dia de hoje, peço licença para a respeito opinar...
Tenho para mim que o acontecido deveu-se totalmente à falta de equilíbrio emocional da equipe brasileira, e que a ausência do Neymar teve um peso decisivo, sim.
É que o futebol é um esporte muito relativo. No início da partida, por exemplo, o lateral Marcelo tentou um chute de fora área que saiu à esquerda do goleiro alemão. Imaginemos que ele tivesse acertado um chute maravilhoso e feito 1 X 0 para o Brasil. O jogo seria totalmente diferente. O panorama teria mudado, o espírito de ambos os times, a ansiedade de parte a parte, a atitude, tudo, enfim, seria diferente. Agora todo mundo está falando que é óbvio que o time alemão é melhor. Também creio que seja, mas não é só isso. Até porque é melhor mas não tão melhor.
Bem... E aí, o que aconteceu? Naquela falha de marcação na cobrança de escanteio, o Brasil tomou um gol e, de repente, se viu atrás no placar, - o que tinha acontecido apenas na estréia contra a Croácia, quando poderia perder que não estaria fora da copa - num jogo eliminatório, na copa disputada na sua casa, contra uma equipe forte e cheia de tradição, e, ainda, sem o seu principal craque, sem o cara que podia ainda fazer a diferença. Para mim ficou claro que, devido ao impacto emocional de tal situação, foi já ali que a coisa desandou. A única chance de reversão seria alguém, num lampejo individual, conseguir fazer para o Brasil o gol que seria o de empate àquela altura. Teria sido a única forma de psicologicamente o time voltar ao jogo. Mas não. Logo veio o 2 X 0 e, a partir daí, na minha modesta opinião, justamente por essa claríssima falta de estofo emocional, fruto de uma série de fatores que passam, inclusive, sem sobra de dúvida, pelo momento sócio-político em que o país se encontra, o jogo, bem como a copa, estava irreversivelmente perdido. E o que se seguiu foi o triste espetáculo que todos vimos.
 
Gugu Keller

segunda-feira, 7 de julho de 2014

sábado, 5 de julho de 2014

sexta-feira, 4 de julho de 2014

quinta-feira, 3 de julho de 2014

quarta-feira, 2 de julho de 2014

terça-feira, 1 de julho de 2014

sábado, 28 de junho de 2014

Quesitos

Deixar de ser o que se é para agradar o(s) outro(s) equivale a se inscrever num concurso de fantasias.

Gugu Keller

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Limitada

No expressar do que sentimos a palavra pouco atua. Ela apenas, quando muito, o insinua.

Gugu Keller

quinta-feira, 26 de junho de 2014

terça-feira, 24 de junho de 2014

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Ilusões

Todos precisamos de "para sempres", por mais que os bem saibamos provisórios.

Gugu Keller

domingo, 22 de junho de 2014

Hearts in Need

Tanto quanto para quem declama a maior verdade, a poesia é para quem ama necessidade.

Gugu Keller

quinta-feira, 19 de junho de 2014

terça-feira, 17 de junho de 2014

Comentário Futebolístico

Não consigo me conformar quando ouço o principal comentarista de arbitragem da Rede Globo, ex-árbitro tão experiente e respeitado, afirmar que, se o atleta é seguro pelo adversário dentro da área, não há pênalti na medida em que tal fato não tenha sido bastante para que ele caísse...! Ou seja, então, segurar sem derrubar pode?!? Se o defensor abraçar e imobilizar o atacante, desde que não o derrube, tudo bem?!? Se der um soco, uma cotovelada ou um chute nos testículos, é só não derrubar que sem problema?!? A falta, pênalti se dentro da área, então, pelo que ele diz, só se consuma com a queda?!? Apenas, segurando-o, impedir o adversário de alcançar a bola, normal?!? Vai entender...
 
Gugu Keller

segunda-feira, 16 de junho de 2014

sábado, 14 de junho de 2014

sexta-feira, 13 de junho de 2014

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Resignificando

É desconcertante como o presente, que, por consequência, no futuro terá também sido outro, e outro, e outro, faz constantemente mudar o passado.

Gugu Keller

quarta-feira, 11 de junho de 2014

segunda-feira, 9 de junho de 2014

sábado, 7 de junho de 2014

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Cut

Quente, a lágrima, pelo do olho canto gárgula, salgada traz amarga à boca o fel da foz do fim.

Gugu Keller

quinta-feira, 5 de junho de 2014

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Química

Se a paixão é em essência projetiva, o que no outro nos atrai a rigor está em nós mesmos.

Gugu Keller

terça-feira, 3 de junho de 2014

Plano Piloto

Ela foi a desapropriação
Do meu coração condomínio
Que, sem nem beijo de indenização
No chão hoje eis demolido

Gugu Keller

segunda-feira, 2 de junho de 2014

domingo, 1 de junho de 2014

sábado, 31 de maio de 2014

sexta-feira, 30 de maio de 2014

quinta-feira, 29 de maio de 2014

quarta-feira, 28 de maio de 2014

terça-feira, 27 de maio de 2014

O Momento

Archote ardente, o poste em frente no bosque ventre te cospe o quente.

Gugu Keller

segunda-feira, 26 de maio de 2014

domingo, 25 de maio de 2014

sábado, 24 de maio de 2014

quinta-feira, 22 de maio de 2014

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Estalagmite

De olhar-te eu tão bela, medusa às avessas
No espelho eis-me pedra, pulsante e com pressa

Gugu Keller

terça-feira, 20 de maio de 2014

Captopril

São altíssimas as nossas doses, não sei se feliz ou infelizmente, de auto-mentiras anti-suicídio.

Gugu Keller

segunda-feira, 19 de maio de 2014

sexta-feira, 16 de maio de 2014

quinta-feira, 15 de maio de 2014

terça-feira, 13 de maio de 2014

Humanos

Nossa imperfeição, sob muitos aspectos, é absolutamente perfeita.

Gugu Keller

segunda-feira, 12 de maio de 2014

domingo, 11 de maio de 2014

sábado, 10 de maio de 2014

sexta-feira, 9 de maio de 2014

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Vulcânicos

Em nossos corpos campo minado, tudo o que explode é quente e molhado.

Gugu Keller