quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Política / Poder / Propaganda

Do dominar e explorar a essência está em o burro fazer crer que a sua burrice é inteligência.

Gugu Keller

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Retrospectiva 2015

Injustiça, violência, corrupção, mentira, hipocrisia, dor & desesperança.

Gugu Keller

domingo, 27 de dezembro de 2015

sábado, 26 de dezembro de 2015

Viva Chico Buarque!

O Brasil tem sido a terra dos "fanaticamente democratas desde que ninguém deles discorde".

Gugu Keller

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Troca de Presentes

Natal: em homenagem ao supremo líder espiritual, uma entre guloseimas ode ao material.

Gugu Keller

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Aparências

Enquanto a saúde pública no Rio de Janeiro está na situação que temos visto nos telejornais, ou seja, uma crise sem precedentes, eis entregue à população o novíssimo e magnífico museu futurista, de custo decerto igualmente sem precedentes, que, com sua concepção arquitetônica revolucionária, há de encher de orgulho a próspera e acolhedora sede dos próximos jogos olímpicos, a nossa tão querida cidade maravilhosa! Fantástico, não? Em tempo, algumas pessoas, os telejornais mostraram, estão morrendo nas filas sem atendimento, mas, conforme convincentemente explicaram as autoridades competentes a respeito interpeladas, esse é um problema pontual e todas as providências já estão sendo tomadas.
 
Gugu Keller

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Língua em Chamas

Além de muito triste, sobretudo porque uma pessoa nele perdeu a vida, vi o incêndio de ontem no Museu da Língua Portuguesa como algo extremamente simbólico, uma vez que coincide com o fim da fase de transição para as novas normas gramaticais impostas pela para mim desastrosa reforma de 2009. Sim. Ao menos na visão deste humilde amante da língua portuguesa, este dito "acordo ortográfico" que nos foi indigestamente enfiado goela abaixo é, qual o fogo, algo não menos do que catastrófico, uma iniciativa absolutamente infeliz, inoportuna e semeadora da confusão, que, tanto quanto o incêndio de ontem, lamento profundamente. Esdrúxulo, estapafúrdio e completo absurdo. Por isso, aos poucos que lêem meus parcos escritos, adianto, assim, aqui que, mesmo na humildade de minha posição de iniciante no ofício da escrita, não pretendo curvar-me a esta para mim verdadeira sabotagem. Não. Mesmo sabendo que doravante estarei oficialmente escrevendo errado, pretendo, na modéstia de meu simples trabalho, manter-me em dissidência no que tange a este autêntico e abusivo acinte. Quem sabe, se outros fizerem como eu, as autoridades competentes  possam um dia se dar conta da enorme lambança que operaram e ter a lucidez de retroceder contra tamanho retrocesso.
 
Gugu Keller    

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Dândis Revoltados

Assim como quem me conhece, quem lê meu blog sabe sou fã da banda gaúcha Engenheiros do Hawaii, liderada por Humberto Gessinger, hoje em carreira solo. Vejam só esse verso da música "A Revolta dos Dândis II", lançada em 1987, no álbum "A Revolta dos Dândis", cujo conceito foi inspirado no livro "O Homem Revoltado", do pensador/escritor franco-argelino Albert Cammus (1913-1960), por quem sou não menos apaixonado...
 
Esquerda e direita
Direitos e deveres
Os três patetas
Os três poderes
 
Atual, não?
 
"A Revolta dos Dândis"... Fico pensando... Não será este nosso momento político atual, com essa coisa de pedido de impeachment de uma presidenta oriunda de um partido originalmente de esquerda, um claro sinal de que, sim, entre nós os dândis andam mesmo muito revoltados...?
 
Gugu Keller

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

sábado, 12 de dezembro de 2015

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Guantanamera

À prática da tortura, tão comum mundo afora desde sempre e ainda hoje, não se costuma, por óbvias questões relativas à incomensurável hipocrisia humana, associar o seu elemento mais essencial, qual seja, o sadismo. Prefere-se, assim, de um modo geral se o consente, concessiva e pedagogicamente perpetrá-la apenas nos justíssimos casos de ser em nome da lei. Ou de deus.
 
Gugu Keller

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Words & Power

"Não" é das palavras a mais revolucionária. "Amém", a mais reacionária.

Gugu Keller

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

35 Anos

Lá se vão 35 anos desde a morte de John Lennon. Eu só tinha 15 então, mas como me lembro bem daquele momento tão tristemente histórico, mais terrível, tendo a crer, pelo como do que pelo quê... Ouvi há pouco, homenageando-o, "Working Class Hero", a minha favorita das suas canções pós-Beatles. Incrível como continua atual! Fica aqui então, nesta melancólica data, este humilde registro. Strawberry Fields Forever!
 
Gugu Keller

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

sábado, 5 de dezembro de 2015

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Enganosa

A lei proíbe que a propaganda minta. Os anunciantes, que diga a verdade.

Gugu Keller

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Rio Doce

Quando a gananciosa omissão da autoridade deságua em tragédia, o que será mais aviltante? A irresponsabilidade que a precede ou as mentiras com que no após se a justifica ou minimiza?
 
Gugu Keller 

domingo, 22 de novembro de 2015

sábado, 21 de novembro de 2015

Sense

Por mais que em regra à deriva desprovido, o amor é a única perspectiva de sentido.

Gugu Keller

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Companheiros de Labirinto

Tanto o mútuo quanto o cada um a si mesmo compreende o não compreendermo-nos.

Gugu Keller

terça-feira, 17 de novembro de 2015

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Pequenas Diferenças Culturais

Nestes dias pós-atentado, li, muitos motoristas de taxi de Paris estão, com o intuito de ajudar aqueles que tentam dar ao apoio aos feridos e aos familiares dos mortos, deixando de cobrar por muitas das suas corridas. Enquanto isso, em Mariana, ouvi no rádio do carro hoje, grande parte dos comerciantes aumentaram exorbitantemente o preço dos copos, garrafas e garrafões de água mineral que vendem em seus estabelecimentos. Que orgulho que dá ser brasileiro, não?
 
Gugu Keller

sábado, 14 de novembro de 2015

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Insights

Os em que me dou conta do quanto sou burro são meus momentos de maior inteligência.

Gugu Keller

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

terça-feira, 10 de novembro de 2015

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

domingo, 8 de novembro de 2015

sábado, 7 de novembro de 2015

Medo & Refúgio

O passado com o que deu errado ficticiamente consertado não raro nos desvia do futuro a ser traçado.

Gugu Keller

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Ofensas Confessas

Da libertária insubordinação do universo gay às normas e convenções sociais a homofobia contém um claro e manifesto quê de inveja.
 
Gugu Keller

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Lições de Bucareste

Por vir de quem como tal o define, a impunidade é ainda pior do que o crime.

Gugu Keller

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Expectativas

O que o amor estraga é o que por natureza nos falta esperarmos que ele traga.

Gugu Keller

domingo, 1 de novembro de 2015

A Banheira

Na noite de hoje tivemos, no Teatro Santo Agostinho, aqui em São Paulo, a última apresentação da temporada 2015 da minha peça "A Banheira". Não apenas em meu nome, mas também da produção e do elenco, agradeço profundamente a todos os que nos prestigiaram. No ano que vem estaremos de volta.
 
Gugu Keller

sábado, 31 de outubro de 2015

Óbvio Ovulante

A única conseqüência efetiva da criminalização do aborto é a elitização da segurança na sua prática.

Gugu Keller

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

terça-feira, 27 de outubro de 2015

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

domingo, 25 de outubro de 2015

Pendular

Gangorras vivas entre o tudo e o nada, o gigante e o ínfimo nos eis em cada.

Gugu Keller

sábado, 24 de outubro de 2015

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

terça-feira, 20 de outubro de 2015

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

domingo, 18 de outubro de 2015

sábado, 17 de outubro de 2015

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Sugestão

Aproveitando a tão propícia e construtiva iniciativa do nosso ilustre governador de, decerto como homenagem ao professor em seu mês, fechar cerca de mil escolas aqui em São Paulo, iniciativa esta, aliás, sonoramente e em uníssono aplaudida não apenas pelos profissionais da educação mas por toda a população, que, atenta a algo de tão boa intenção, compreendeu de pronto a sua auspiciosa e inegável serventia pública, faço aqui uma humilde sugestão que, creio, com extrema precisão, complementaria a já tamanha benfeitoria de modo a fazê-la valer também para outros setores sensíveis da gestão pública, que são a saúde e a segurança... Por que não, senhor governador, sapientíssimo e consagrado gestor das nossas águas, aproveitar o feliz ensejo e fechar também estado afora algumas centenas de hospitais públicos e delegacias, ou até, talvez, postos de saúde, quartéis e penitenciárias? Além de manter a coerência com o já decidido e, uma vez mais, demonstrar a que já salta aos olhos sua vocação para a constante promoção do bem estar coletivo, seria um grande passo para fazer da nossa tão merecidamente assim chamada pátria educadora, também, cada vez mais, uma pátria cuidadora e protetora, não?
 
Gugu Keller

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

terça-feira, 6 de outubro de 2015

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

sábado, 3 de outubro de 2015

Slow Down

Já me propus a isto antes e não consegui cumprir, mas vou tentar de novo... Pode parecer estranho, mas escrever é para mim uma necessidade tão compulsiva, que simplesmente não consigo deixar de postar aqui no blog todos os dias, mesmo quando o tempo me é curto. De todo modo, vou tentar diminuir um pouco, até para, acredito que o possa, melhorar a qualidade de meus escritos. Ademais, como o blog está com mais de 2200 posts, vou fazer uma espécie de enxugamento, de seleção, apagando os não tão bons, ao mesmo tempo em que aproveito para ir compilando os melhores para o livro de frases & versos que pretendo publicar um dia. Também excluirei os capítulos de meus livros escritos aqui, "A Esquina" e "Absurdolândia", já que estão disponíveis no Clube de Autores. Aos poucos, assim, deixarei o blog mais enxuto e mais fácil de ser explorado por quem o deseje, digamos assim. Começarei, como uma espécie de treino, por não postar nada amanhã, por mais que já tenha várias idéias na cabeça para tanto. É claro que continuarei postando quase todos os dias, sou assim afinal, mas vou tentar, na busca do quanto expliquei acima, desacelerar um pouco. Vamos ver se consigo...
Beijos a todos os que aqui vêm! Muito obrigado por tudo!
 
Gugu Keller

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Serena

Teus olhos canto de sereia, encanto tanto maré cheia, faz-me, em prantos que o mar salga, sonhar teus seios santa ceia.
 
Gugu Keller

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Fadiga

O cansaço é não raro tanto, que cada passo é descompasso e pranto.

Gugu Keller

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Vil

Vem voraz e fervente a insana violência das ambas vertentes da humana ambivalência.

Gugu Keller

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

domingo, 27 de setembro de 2015

2ª Conjugação

Quem nos dera o poder de querer, ter ou ser sem haver o doer do temer o perder.

Gugu Keller

sábado, 26 de setembro de 2015

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Morro na Praia

Os arrastões são um ínfimo aperitivo da infinita força do coletivo.

Gugu Keller

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Cine Cinismo

Ninguém enaltece tanto e com tanta pompa a importância da verdade a qualquer custo quanto os contumazmente mentirosos.
 
Gugu Keller

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

terça-feira, 22 de setembro de 2015

CPMF

Com o vil sem lastro gasto, o estado mostra o rastro. Com o gosto pelo imposto, o rosto.

Gugu Keller

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

domingo, 20 de setembro de 2015

sábado, 19 de setembro de 2015

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Parvas Palavras

O a ser dito, além de muito, é muito louco. O como, além de estulto, muito pouco.

Gugu Keller

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Irrefutável

Se a sua medida eis no crer num melhor pós-vida, ninguém então terá mais fé do que o suicida.

Gugu Keller

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

sábado, 12 de setembro de 2015

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Tristes Trilhos

Se bens bem tens, neste trem és alguém. Se, aquém, vens sem nem vintém, ninguém.

Gugu Keller

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Última Vontade

Que se faça o meu jazigo, peço-o enquanto vivo, dos meus livros, discos e rabiscos.

Gugu Keller

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Longitude

Entre o que se faz e o que se faria a distância é o que o medo de nós nos desvia.

Gugu Keller

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

domingo, 6 de setembro de 2015

Veneno Verbal

Se os ensinamentos religiosos que recebeste te fazem de algum modo em algum momento sentir-se culpado ou em débito, então eles atingiram o seu objetivo.
 
Gugu Keller

sábado, 5 de setembro de 2015

"A Banheira" no Teatro Santo Agostinho

Desde ontem, dia 4, até o final de outubro, com muita alegria para nós, estamos de volta a São Paulo, desta vez no Teatro Santo Agostinho, em temporada popular, com a minha peça "A Banheira". No elenco, Anderson Müller, Wilson de Santos, Carol Mariottini, Sara Freitas, Fábio Herford e Mauro Félix. A direção é de Alexandre Reinecke. Com desde já gratidão, convidamos todos os que amam o teatro a nos incentivar.
 
Gugu Keller

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

O Pequeno Corpo

Tamanha é a hipocrisia humana, que causa uma comoção mundial a foto do corpo do garoto refugiado sendo retirado do mar por um soldado, como se não estivéssemos todos cansados de saber que literalmente todos os dias milhares de pessoas inocentes e indefesas como essa pobre criança morrem vítimas da fome, da miséria e da violência, corolários óbvios do nosso tão festejado, e por tão complexas quanto impraticáveis teorias justificado, triste e impetuoso capitalismo worldwide.
 
Gugu Keller

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Imagem

Não descreve com precisão o nosso país o fato de uma operação que pretende como jamais antes combater a corrupção nele sistematicamente praticada ser batizada de "lava-jato" justamente durante uma escassez de água sem precedentes na história?
 
Gugu Keller
 
(como já escrevi aqui, o correto seria "lava a jato", e não, como tanto se insiste, "lava-jato"...)

terça-feira, 1 de setembro de 2015

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Impostos & Parônimos

Mais do que hospitaleiro com o estrangeiro que nos visita, somos um povo hospedeiro de um estado parasita.
 
Gugu Keller

domingo, 30 de agosto de 2015

Talento

É em regra um gênio no que faz quem com um quê de ingênuo assim se crê capaz.

Gugu Keller

sábado, 29 de agosto de 2015

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Fakes

Nesta humanorrobótica para a alheia ótica, nossa pseudoética psicoestética.

Gugu Keller

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Descarte Descartes

Se, e logo existo, penso, eu antes sinto, e, intenso e denso, por instinto, em tanto invisto.

Gugu Keller

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Inexausto Holocausto

DEDICADO ÀS DEZENAS DE PORCOS QUE NO DIA DE HOJE AGONIZARAM E PADECERAM DENTRO DE UM CAMINHÃO TOMBADO NUMA GRANDE AVENIDA DAQUI DE SÃO PAULO, CIDADE ONDE VIVO
 
Se os animais, como creio, são tão dignos de respeito quanto os seres humanos, somos neste mundo, ao menos por covarde omissão, sete bilhões de Hitlers.
 
Gugu Keller 

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

domingo, 23 de agosto de 2015

sábado, 22 de agosto de 2015

Papel & Sangue

Não há jornal hoje em que não se leia que não vale nada a vida, se alheia.

Gugu Keller

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

20 Mortes/Minuto

Por mais que mate, alguém a cada três segundos, como argumento anticapitalista a fome definitivamente não convence.
 
Gugu Keller

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Carme

A poesia é o exprimível sonho doce do que, se dizível fosse, se diria.

Gugu Keller

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Estado Febril

Tão brutal é a exclusão que a cavouca, que a violência afinal ainda é pouca.

Gugu Keller

domingo, 16 de agosto de 2015

sábado, 15 de agosto de 2015

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Janelas

Nada tanto o coração reluz quanto em pranto um par de olhos nus.

Gugu Keller

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Eufemismos...

Em tempos de "book rosa" e de tantos outros tão bem-vindos eufemismos, palavras augustas e seletas sempre a favor do politicamente correto, que tal, parafraseando um que está no auge da moda, os profissionais da prostituição, homens, mulheres ou transexuais, que fazem programas rápidos no carro do cliente, ao invés da tão chula "chupeta", oferecerem doravante a "felação premiada"?
 
Gugu Keller

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

domingo, 9 de agosto de 2015

Aos Amigos de Mogi

No ano de 1981, quando, com 16 de idade, morava na cidade de Mogi das Cruzes (o certo é Moji mas todo mundo escreve com "g"), eu, que lá tinha o apelido de "Zueira"(o certo é com "o" mas meu apelido era assim, tanto que, para muitos, "Zu"), despretensiosamente compus uma música para um festival que proximamente haveria no qual eu pretendia me inscrever. Tratava-se de um rock bastante simples, de três acordes, meio com um quê de punk, cuja letra, com suas paupérrimas rimas de apenas verbos da primeira conjugação no infinitivo, conta um pequena história tão inusitada quanto impossível e absurda, surreal até, mas cujo refrão, a repetir o título, talvez sobretudo pelo já então duplo sentido da palavra principal, parecia ter uma estranha magia, capaz de levar todos os que a ouviam a entusiasticamente cantar junto as suas quatro palavras, que, àquela altura, no ambiente ainda meio provinciano da Moji daqueles dias, soavam como um grito a um só tempo transgressor e debochado, modestamente anunciando toda a maravilhosa loucura que seriam aqueles, às vezes por tantos ainda tão mal compreendidos, anos 80. Minha música, muitos se lembrarão, se chamava "Tem Piranha no Bidê".
Cheguei a tocá-la em vários festivais, já que na cidade, na época, o que era muito bacana, vários houve. E, ao mesmo tempo em que nunca nem cheguei perto de ganhar nenhum, a minha música era sempre a mais cantada, a mais repetida, a mais festejada, a ponto de, num deles, desclassificado para a final, eu ser convidado para nela me apresentar como convidado especial por ter sido a minha "Piranha" a mais aclamada pelo público nas eliminatórias.
Bem... Eu me mudei de Mogi para São Paulo em 1985, ou seja, trinta anos já se vão, e é incrível como, até hoje, sempre que lá vou ou que com alguém de lá me encontro, a "Piranha" de algum modo volta à baila. Como se tivesse se tornado uma espécie de trilha sonora para quem viveu naquele lugar aquele momento, a canção parece ter de fato algo meio mágico, que faz com que, mesmo que não haja nenhuma gravação dela correndo por aí, ela jamais seja esquecida. Ademais, o tão irreverente título parece infalivelmente instigar a curiosidade de quem nunca a ouviu. Tanto que, muito comumente, ainda hoje, 2015, pessoas me perguntam pela letra e me por ela indagam aqui no blog.
É que como eu, ao menos assim acredito, amadureci um pouco como compositor, tendo já composto muitas músicas, digamos, mais sérias, com letras mais elaboradas, desde então, passei a pensar na "Piranha" mais como um brincadeira, uma maravilhosa aventura daqueles empolgantes e inesquecíveis tempos de colégio. Sim. Até que ontem, sábado, 08/08, conversando com o Luís, meu grande amigo de desde aqueles tempos, que inclusive surpreendeu-me por saber toda a primeira estrofe, fui convencido de que, de fato, muita gente anda atrás desta letra, e que eu tinha de postá-la aqui...
Assim, dando então um saudoso salto no tempo para já trinta e tantos anos atrás, aqui vai, com muita honra e alegria, dedicada a todos os meus grandes e inesquecíveis amigos da cidade de Mogi das Cruzes, tanto os que a ouviram quanto os que não, a letra da famigerada "Tem Piranha no Bidê"...
 
TEM PIRANHA NO BIDÊ
 
Eu ia a uma festa
Mas tinha que me arrumar
Tinha que lavar o traseiro
Pois com ele eu ia me sentar
Mas comecei e fui mordido
E o sangue começou a jorrar
Quando vi o que se passava
Tudo o que pude fazer foi gritar
 
Tem piranha no bidê (2X)
 
Mas eu vi que ninguém ia ouvir
Não adiantava me desesperar
Eu tinha que me livrar da piranha
Se na festa eu quisesse badalar
Então o jeito era capturá-la
Com o anzol que eu tinha pra pescar
Então eu sentei na privada
E fiquei esperando ela beliscar
 
Tem piranha no bidê (2X)
 
Mas ela me puxou pra dentro
E em bidê eu não sei nadar
Eu comecei a beber água
E ela a me devorar
Só porque quis ir a uma festa
Minha vida iam me tirar
O bidê ficou cheio de sangue 
Ela acabou de me devorar
 
Tem piranha no bidê (4X)
 
... A letra é tão primária que só muito tempo depois eu observei que no quarto verso da terceira estrofe eu usei o verbo "devorar" e depois voltei a usá-lo já quatro versos adiante...! Ah, mas como eram fantásticos aqueles tempos! Quem viveu bem sabe!
 
Fortes abraços a todos!
 
Gugu Keller (Zu)

sábado, 8 de agosto de 2015

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Colo do Útero

Tateando trator trote tinto titã, trato-te ao tanto eu o teto total totem teu.

Gugu Keller

terça-feira, 4 de agosto de 2015

República Democrática

Seria menos triste na mentira acreditar do que é este nosso a o saber e aceitar.

Gugu Keller

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

domingo, 2 de agosto de 2015

O Estrangeiro

E, vindo e indo no trilho contrário, já o vemos quase bem, eis-nos auto-adversários, auto-outrem n'outro trem.
 
Gugu Keller

sábado, 1 de agosto de 2015

sexta-feira, 31 de julho de 2015

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Ou, Melhor...

Deus é o porquê que não explica e que ao eterno inferno indica quem tamanho engrupir critica.

Gugu Keller

quarta-feira, 29 de julho de 2015

segunda-feira, 27 de julho de 2015

domingo, 26 de julho de 2015

sábado, 25 de julho de 2015

Martelo de Vulcano

Mais do que um norte, a arte é o nosso Marte, nosso mote contra a morte.

Gugu Keller

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Cordialmente

Consoantes com o cinismo coletivo, respeitamo-nos um respeito relativo.

Gugu Keller

quinta-feira, 23 de julho de 2015

quarta-feira, 22 de julho de 2015

terça-feira, 21 de julho de 2015

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Desagravo aos Presidentes

Num país como o nosso, onde a corrupção está no âmago de tudo, ser conivente com a sua prática é, salta aos olhos, condição básica de governabilidade.
 
Gugu Keller

domingo, 19 de julho de 2015

Quase

Quases são derrotas ou vitórias, a depender, respectivamente, se de quem desiste ou persiste.

Gugu Keller

sábado, 18 de julho de 2015

Alvo Móvel

Se a propaganda o querer lhe apressa, você ao sistema muito interessa.

Gugu Keller

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Remendo Capenga

Por ser um flagrante e cristalinamente óbvio paliativo, varretivo para debaixo do tapete de um gravíssimo problema, o da educação, o mais grave, aliás, diga-se, entre nós, já que fator matricial de incontáveis outras tragédias, uma palavra, tendo a crer, de fácil e rápida compreensão de todos, define com extrema precisão o nosso tão glorioso sistema de cotas nas universidades: gambiarra.
 
Gugu Keller

quinta-feira, 16 de julho de 2015

terça-feira, 14 de julho de 2015

Contrasensos de Autonegação

O simples fato de todas as religiões, desamorosa, ameaçadora e excludentemente, não apenas com a promessa de inacesso às benesses divinas a seus seguidores garantidas, mas também, e sobretudo, com sombrias perspectivas de eternidades infernais, renegarem os que de seus dogmas não comungam, como se deus, sempre através de seus tão dados à insaciabilidade creditícia tragipatéticos pretensos prepostos, propusesse à humanidade um contrato de adesão com pesadíssimos ônus para os, desprovidos de qualquer outra opção, desgraçadamente pobres e mortais anuentes, é, ao menos para este humilde e desesperançado observador do nebuloso mundo à sua volta, uma irrefutável prova de que nenhuma delas faz qualquer sentido. 
 
Gugu Keller

segunda-feira, 13 de julho de 2015

domingo, 12 de julho de 2015

sábado, 11 de julho de 2015

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Chegar Lá

Míopes de nascença, vemos como objetivo o que deve ser conseqüência.

Gugu Keller

quinta-feira, 9 de julho de 2015

quarta-feira, 8 de julho de 2015

terça-feira, 7 de julho de 2015

O Tempo Não Pára

Hoje são 25 anos sem Cazuza. Parece que foi ontem... Mas não, o tempo não pára.
Fã, modestamente nestas linhas o homenageio.
Valeu, Cajú!

Gugu Keller

segunda-feira, 6 de julho de 2015

domingo, 5 de julho de 2015

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Performance

Seguida de perto pela religião, a política é a mais teatral forma de estelionato.

Gugu Keller

quarta-feira, 1 de julho de 2015

terça-feira, 30 de junho de 2015

Acendendo Um

Esse vácuo vago só vence o vício, devasso vasto autoestrago antihospício.

Gugu Keller

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Constitucional

Brasil: estado democrático de direito em instado enfermoestático despeito.

Gugu Keller

sexta-feira, 26 de junho de 2015

quinta-feira, 25 de junho de 2015

quarta-feira, 24 de junho de 2015

terça-feira, 23 de junho de 2015

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Cara Metade

Tanto quanto procurar alguém é sadio, nesse alguém a si mesmo é doentio.

Gugu Keller

sábado, 20 de junho de 2015

Definindo Moda

A moda, tendo a crer, é a imposição lucrativa de um determinado conceito estético ou cultural, em regra fútil e pobre de conteúdo, que se propaga acompanhada da subliminar ameaça de uma exclusão social humilhante e redutiva a quem não a acata, sendo os jovens, personalidades na tateante insegurança da ainda formação, seu principal alvo.
 
Gugu Keller

sexta-feira, 19 de junho de 2015

quinta-feira, 18 de junho de 2015

terça-feira, 16 de junho de 2015

Sêde

Tanto as minhas quanto as do mundo, por mais que sejam um lixo imundo, eu quero as verdades até o fundo.
 
Gugu Keller

segunda-feira, 15 de junho de 2015

domingo, 14 de junho de 2015

Mundo de Deus

Enquanto as religiões travam guerras mundo afora pela imposição de suas teses e dogmas absurdos, a ganância, a exploração, a miséria e a indiferença prosperamente avançam e agradecem.
 
Gugu Keller

sábado, 13 de junho de 2015

Travesti na Cruz

É estarrecedor o quanto os que se dizem pregadores cristãos, adrede à cata dos cintilantes denários dizimais, mantêm-se ainda fiéis a Anás e Caifás. Decerto, novamente e em uníssono, livrariam Barrabás.
 
Gugu Keller

sexta-feira, 12 de junho de 2015

XVI

Pela poesia e paz que por teus peitos pude, és-me pois a perfeita peituda plenitude.

Gugu Keller

quinta-feira, 11 de junho de 2015

quarta-feira, 10 de junho de 2015

segunda-feira, 8 de junho de 2015

domingo, 7 de junho de 2015

19ª GLBT

Os tão resistentes tabus sexuais são qual sobre as mentes tattoos medievais.

Gugu Keller

sábado, 6 de junho de 2015

Tradução

A um ouvir afeito aos da mente estratagemas, a voz do preconceito mais confessa que condena.

Gugu Keller

sexta-feira, 5 de junho de 2015

O Boticário 2015

Será que esses nobres e empolados representantes da atual pecuniofágica oligofrenia teológica não se dão conta de que, verbalizando aos quatro ventos seu deprimente besteirol neo-inquisitório contra a óbvia e até tardia constatação da diversidade sexual humana como algo tão natural quanto inexorável, eles estão repetindo o papel que seus antecessores medievais desempenharam ao condenar à fogueira os que diziam e comprovavam que a terra é redonda e não é o centro do universo?
 
Gugu Keller

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Nau à Deriva 2

Não a nado mas qual algo meio alga nua n'água, anseio agoniado uma enseada de não nada.

Gugu Keller

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Lodo

A farsa moral humana é tamanha e de tal modo envolvente, que só loucos e suicidas dela excluem-se eticamente.
 
Gugu Keller

terça-feira, 2 de junho de 2015

Cloacas de Deus

Na igreja, egrégia granja, os de ouro ovos nobres mais se põem dos povos pobres.

Gugu Keller

segunda-feira, 1 de junho de 2015

domingo, 31 de maio de 2015

Worth

Livrar-lhe rendida, olhos nos olhos, da última peça
É dar com que a vida, que esfola-me escólio, cumpriu a promessa

Gugu Keller

sábado, 30 de maio de 2015

Pseudo-segurança

Já quase agradecidos pelo desespero, ei-nos vorazes e decididos no mesmo erro.

Gugu Keller

sexta-feira, 29 de maio de 2015

quinta-feira, 28 de maio de 2015

quarta-feira, 27 de maio de 2015

terça-feira, 26 de maio de 2015

Questions

Perguntamos menos pela resposta do que para enaltecer a nossa dúvida-desculpa.

Gugu Keller

segunda-feira, 25 de maio de 2015

domingo, 24 de maio de 2015

sábado, 23 de maio de 2015

sexta-feira, 22 de maio de 2015

O Crime da Lagoa

Sendo a violência um óbvio corolário da exclusão, mantermo-nos neste nosso cada vez mais elitizante capitalismo ostensivo equivale a espalharmos minas terrestres pelo chão onde nós próprios pisamos.
 
Gugu Keller 

quinta-feira, 21 de maio de 2015

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Compensar

A religião é não raro o pseudo-álibi do moralmente auto-endividado.

Gugu Keller

segunda-feira, 18 de maio de 2015

domingo, 17 de maio de 2015

sábado, 16 de maio de 2015

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Cadê o Dinheiro que Tava Aqui?

Fico tão impressionado com o quanto é superior, em comparação com a dos agentes públicos por todos nós para tanto pagos, a capacidade que os jornalistas têm de descobrir esquemas de corrupção e desmascarar os seus participantes, que cumpre-me sugerir, certo de ser de grande valia para toda a sociedade, que os ministérios públicos e demais órgãos fiscalizatórios país afora doravante abram vagas em seus quadros não mais para bacharéis em direito ou em contabilidade, mas para bacharéis em jornalismo.
 
Gugu Keller

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Long and Winding

No final descobrimos que o único caminho certo para nós era justamente aquele por que à sua procura tanto caminhamos.
 
Gugu Keller

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Lídima

Buscará, como firme afirma, o advogado a justiça, ou, isso sim, o melhor e mais lucrativo para aquele a quem representa, e, em óbvia e direta conseqüência, para si mesmo?
 
Gugu Keller

terça-feira, 12 de maio de 2015

segunda-feira, 11 de maio de 2015

50

Pois é... 11 de maio! 1965/2015! 50 anos hoje! É meio estranho mas também gratificante... Afinal, como diz o grande clássico do Tears For Fears... "Funny how time flies"!
Agradeço a todos os amigos que me telefonaram e mandaram mensagens por e-mail ou no Facebook! Muito obrigado pelo carinho! Apenas peço saúde para poder cada vez mais escrever, escrever, escrever...! O resto a gente vai levando...!
 
Bjs a tds!
 
GK

domingo, 10 de maio de 2015

sábado, 9 de maio de 2015

Amparo Legal

Nas ditaduras assumidas, o estado não respeita a lei, ou lei nem sequer há. Nas de democracia travestidas, ele de a ela pretenso respeito se vangloria, quando, na verdade, notória e covardemente, interpreta-a como bem lhe convém.
 
Gugu Keller

sexta-feira, 8 de maio de 2015

quinta-feira, 7 de maio de 2015

quarta-feira, 6 de maio de 2015

terça-feira, 5 de maio de 2015

Free as a Bird 2

O verdadeiro amor é como o às aves: se faz do as ver voar em liberdade.

Gugu Keller

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Bullying

Em todo contexto onde, ainda que subliminar, ou mesmo, como em regra, inconscientemente, haja a tão absurda quanto perversa idéia do "normal", haverá como conseqüência alguma forma de exclusão.
 
Gugu Keller 

domingo, 3 de maio de 2015

sexta-feira, 1 de maio de 2015

quinta-feira, 30 de abril de 2015

"A Banheira" no Teatro Folha

Amanhã, dia 1°, com extrema alegria para mim e para todos os que de tanto fazem parte, estréia no Teatro Folha, localizado no Shopping Pátio Higienópolis, aqui em São Paulo, a minha peça "A Banheira". No elenco, Anderson Müller, Wilson de Santos, Carol Mariottini, Romis Ferreira, Sara Freitas e Mauro Félix. A direção é de Alexandre Reinecke. Com muito carinho, convido todos os que gostam de teatro a nos prestigiar.
 
Gugu Keller

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Curitiba-PR, 29-04-15 / Aula Vespertina

- Hoje, meus queridos alunos, teremos uma aula muito importante, que lhes proporcionará um aprendizado de extrema valia para toda a vida... Hoje, nós, seus professores, vamos demostrar, em laboratório, o quanto este país em que vocês deram o azar de nascer é um lugar onde os mais chocantes absurdos são coisas absolutamente normais! Pedimos a todos que prestem muita atenção, ok?

Gugu Keller

terça-feira, 28 de abril de 2015

domingo, 26 de abril de 2015

Pandora

Hoje uma pessoa muito importante para mim perdeu sua cadela, Pandora, uma Labrador, aos 14 anos de idade. Humildemente presto-lhe uma pequena homenagem reescrevendo um verso dedicado aos cães, criaturas que amo demais, que aqui postei há algum tempo...
 
O mais sem céu nem chão amor insano
Ama fiel o cão o amigo humano
 
Vá em paz, doce Pandora!
Fique em paz, amiga querida!
 
Gugu Keller