quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Janelas

Nada tanto o coração reluz quanto em pranto um par de olhos nus.

Gugu Keller

2 comentários:

  1. Verdade. E os olhos em pranto, ao passo em que são reluzidos pelo coração, reluzem por sua vez a nossa própria alma!

    ResponderExcluir
  2. É bonito que comente os posts com sua poesia. Obrigada!

    ResponderExcluir