sábado, 21 de maio de 2011

Marcha Contra a Burrice e a Incoerência

Se as autoridades que proibiram a Marcha da Maconha aqui em São Paulo o fizeram por entender que defender a legalização dessa droga constitui uma apologia ao seu consumo, o que hoje é crime, por que será que não proibem de se manifestar os não poucos que por toda parte defendem a pena de morte no Brasil? Afinal, por esse mesmo raciocínio torto, tal será então uma apologia ao homicídio, um crime ainda mais grave, não é mesmo?


Gugu Keller

Um comentário: