segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Paixão Paradoxo

Subliminarmente visceral e silenciosamente sensual, ela é diabolicamente angelical.

Gugu Keller

4 comentários:

  1. Performance que se destaca e atrai... Deliciosamente belo poeta!

    ResponderExcluir
  2. Que seria dos bons, se os ruins não "colocassem o dedo no meio"?!

    #Perfeito

    ResponderExcluir