segunda-feira, 30 de março de 2015

Botoeira Blues

E eis que o poeta, pela da musa da blusa fresta, versa e se lambuza, na do decote do mote festa.

Gugu Keller

2 comentários:

  1. Gugu, lindo post, perfeito... "E então o poeta liberta a musa e ele próprio se liberta." Bj.

    ResponderExcluir