segunda-feira, 13 de março de 2017

She Writes

Tomara tu soubesses, poetisa, / o quanto um pranto tanto em mim repisa / ao que à brisa canto encanto das tuas rimas / expressas preces primas poetizas.
 
Gugu Keller

8 comentários:

  1. Metade do que tu escreve eu não entendo mas acho bonito mesmo assim kk

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Margô! Quando e se quiser que eu te explique algo, é só dizer.
    GK

    ResponderExcluir
  3. Concordo plenamente com minha amiga Margô!
    O que você escreve é realmente bonito GK!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadíssimo mais uma vez, querida amiga!
      GK

      Excluir
  4. Poema amado e favoritado! Como eu disse lá no blog, achei-o belíssimo! Agradeço-lhe muito por ele, inclusive. Com a sua permissão, gostaria de divulgá-lo na página do blog no Facebook amanhã :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro, Lari! Será uma honra! Espero que tenha gostado da pequena "mexida" que dei nele... Bjs!

      Excluir
  5. Se eu entendi o que acho que entendi... É uma bela poesia, para todas as poetizas.
    lua-de-carmim.blogspot.com

    ResponderExcluir