domingo, 24 de janeiro de 2010

Minhas Músicas - "Depressão"

Compus esta melancólica balada após ler o livro "O Demônio do Meio-dia - Uma Anatomia da Depressão" de Andrew Solomon. Eu sinceramente gostaria apenas que as não poucas pessoas que todo o tempo falam tantas besteiras sobre esta complexa e vasta questão, ao menos o procurassem ler... Assim, se esta minha pequena e modesta obra ao menos servir para esse, a meu ver, importante despertar, já terá sido para mim um enorme sucesso...!

DEPRESSÃO

O que é que você faz
Quando tudo tanto faz
Quando nada satisfaz
Quando tudo pede o fim?
O que é que você faz quando o tempo já não tem pressa?
O que é que você faz
Se o que era não é mais
O mundo diz que não
E a vida vai ao chão?
O que é que você faz quando o fim finalmente começa?

Só lhe resta acreditar no que é impossível
Só lhe resta esperar o que decerto não vem
Só lhe resta caminhar em círculos
Girar em torno do seu próprio corpo
Ou, quem sabe, tropeçar no caminho de alguém

O que é que você vê
Quando já não há porquê
Quando nada pode ser
Quando tudo quer parar?
O que é que você vê se as janelas estão todas fechadas?
O que é que você diz
Se está tudo por um triz
Quando já não há talvez
E a vida vai de vez?
O que é que você diz quando as portas estão todas trancadas?

Só lhe resta acreditar no que você mais duvida
Só lhe resta duvidar dessa vida em você
Só lhe resta procurar estrelas
Enquanto o vento vai levando as nuvens
E pouco importa se o sol amanhã não nascer

O que é que você é
Quando já não dá mais pé
Quando foi-se toda a fé
E da faca o fio é frio?
O que é que você é se a ferida já não cicatriza?
O que é que você faz
Quando o porto não tem cais
Quando a dose já não traz
E o túnel não tem fim
O que é que você faz se cortar-se já não catalisa?

Só lhe resta apostar no que está já perdido
Só lhe resta inventar uma loucura qualquer
Só lhe resta não abrir os olhos
Ou sair para beber a chuva
E esperar que tudo seja o que o destino quiser

Depressão
CVV? Alô, alô!
Drogadição, descontrole e dor

Gugu Keller

Nenhum comentário:

Postar um comentário